Close

18 de setembro (1950) | Inauguração da TV Tupi

Menino vestido de índio durante a festa de inauguração da TV Tupi em São Paulo (Foto: rio.gov)

Fundada pelo jornalista Assis Chateaubriand em 18 de setembro de 1950, a TV Tupi, foi a primeira emissora de televisão do Brasil e da América do Sul, e também a quarta do mundo. Inaugurada em São Paulo, a emissora ganhou uma filial no Rio de Janeiro um ano depois, no prédio onde funcionava a antiga sede do Cassino da Urca.

Para concretizar o projeto, em 1949, o empresário, dono do conglomerado de comunicação Diários Associados, viajou aos Estados Unidos, onde fechou um contrato com a empresa de telecomunicações RCA e comprou por US$ 5 milhões todo o equipamento necessário para montar a emissora. Após fechar o contrato, Chateaubriand lembrou que não havia aparelhos de televisão no Brasil em 1949 e se perguntou quem iria assistir sua emissora. Para resolver o problema, ele importou dos Estados Unidos 200 aparelhos e os posicionou em locais estratégicos da cidade de São Paulo e em vitrines de 17 lojas da cidade, chamando a atenção de pedestres curiosos em saber a novidade.

No dia 5 de julho de 1950, ocorreu o primeiro teste de transmissão da emissora. A população buscava espaço em frente aos aparelhos colocados na cidade. Às 17h daquele dia, entrou no ar a imagem de um indiozinho tupi ao lado da inscrição PRF-3 – Tupi TV. Logo depois, apareceu a imagem do frei cantor mexicano José Mojica, no Museu de Arte de São Paulo. Na época, Mojica era o mais famoso artista latino em Hollywood. Em espanhol, ele agradeceu o convite para participar da primeira transmissão da emissora brasileira e começou a cantar seu então sucesso Bésame. Apesar do sucesso da transmissão, a emissora saiu novamente do ar logo após a apresentação da música. Isso porque que não havia mais nada programado para as horas seguintes. Era preciso montar uma programação diária, de horas, o que começou a ser planejado logo em seguida.

No dia 18 de setembro daquele mesmo ano, entrou no ar um show de variedades, dirigido por Cassiano Gabus Mendes, que, na época, tinha apenas 20 anos e foi alçado ao posto em reconhecimento ao seu trabalho na rádio Tupi, onde fazia de tudo um pouco. Poucos minutos antes da transmissão, quando tudo já estava preparado, uma das câmeras pifou. Cassiano, no entanto, disse que a transmissão seguiria “do jeito que desse”. Assim, de maneira quase improvisada, entrou no ar o programa, protagonizado por artistas como Hebe Camargo, Lolita Rodrigues e Lima Duarte, entre outros, que nem sempre seguiam o que estava no script.

A TV Tupi se tornou um grande sucesso não só no Brasil, mas na América Latina. Programas como Alô Doçura, Sítio do Picapau Amarelo, O Céu é o Limite, Clube dos Artistas e o Repórter Esso (embrião do atual Jornal Nacional) se tornaram campões de audiência e a emissora passou a investir em telenovelas.

Mesmo com o sucesso, a emissora entrou em crise no final da década de 1960, pouco antes da morte de Chateaubriand, em abril de 1968. Na época, a má gestão gerou queda nos investimentos. Com a falta de recursos financeiros, a qualidade dos programas caiu, assim como a audiência. Para completar, a TV Tupi passou a enfrentar a concorrência das emissoras Excelsior, Record e Globo.

No final da década de 1970, a emissora sofria com salários atrasados, problemas administrativos e muitas dívidas. Para piorar a situação, em 1978, um incêndio no prédio da emissora em São Paulo deixou a programação dias fora do ar e destruiu caros equipamentos recém-comprados. A TV entrou, então, à beira da falência, com o risco de não ter a concessão renovada. No dia 17 de julho, funcionários da filial carioca fizeram um protesto contra o fechamento da emissora, na sede da Urca, mas de nada adiantou. O governo João Figueiredo não renovou a concessão da emissora, e no dia 18 de julho de 1980 a TV Tupi deixou de existir.

Desde 1981, um pouco mais de um ano do fechamento da Rede Tupi, o empresário Sílvio Santos adquiriu a concessão pelo Governo Federal, daí o canal 4 de São Paulo passou a ser SBT São Paulo, geradora do Sistema Brasileiro de Televisão. O prédio construído por Assis no alto do Sumaré, também foi sede da MTV Brasil, sob domínio do Grupo Abril até setembro de 2013.

Mais informações em TV Tupi, a pioneira na América do Sul.


Fonte: Opinião e notícia