Close

Crase antes de nome masculino? É enganação | Dad Squarisi

Doido invade igreja no Texas e sai atirando. Entre mortos e feridos, 10% da população foi atingida. Estudantes de escolas brasileiras dão tiros em salas de aula. Roubam vidas e espalham medo. Jornais noticiam os fatos. Alguns pisam a bola. Escrevem “matou à tiros”. Bobeiam. Crase antes de nome masculino? Nem a pedido de Deus: matou a tiros.

Há casos em que aparece o sinalzinho antes de palavras machinhas. É o caso de “corta o cabelo à Neymar”. Ou “não foi à Livraria Cultura, mas à José Olympio”. Olho vivo. As aparências enganam. Escondidinho, está um feminino tentanto enganar o bobo na casca do ovo. Veja: Corta o cabelo à (moda de) Neymar. Não foi à Livraria Cultura, mas à(Livraria) José Olympio.

Fonte: Blog da Dad


Dad Squarisi transita com desenvoltura pelo universo da língua. É editora de Opinião do Correio Braziliense, comentarista da TV Brasília, blogueira, articulista e escritora. Assina as colunas Dicas de Português e Diquinhas de Português, publicadas por jornais de norte a sul do país; Com Todas as Letras, na revista Agitação, e Língua Afiada, na Revista do Ministério Público de Pernambuco. Formada em Letras, com especialização em Linguística e mestrado em Teoria da Literatura, concentra o interesse, sobretudo, na redação profissional – o jeitinho de dizer de cada especialidade, cada grupo, cada mídia. Mas é tudo português. A experiência como professora do Instituto Rio Branco, consultora legislativa do Senado Federal e jornalista do Correio Braziliense iluminou o caminho dos livros Dicas da Dad – Português com humor, Mais dicas da Dad – Português com humor, A arte de escrever bem, Escrever melhor (com Arlete Salvador), Redação para concursos e vestibulares (com Célia Curto), Como escrever na internet, 1001 dicas de português – manual descomplicado, Sete pecados da língua, publicados pela Contexto, além de Superdicas de ortografia, Manual de redação e estilo para mídias convergentes, dos Diários Associados, e de livros infantis – de mitologia e fábulas.